Entenda o que é MRO e qual é sua importância

o que é MRO
Por Thiago Schoba
10/03/22

Dentro das empresas de manufatura e serviços, as compras de MRO costumam ser uma parte importante do processo. Isso acontece pois os itens de MRO estão bastante relacionados com a manutenção de padrões operacionais corretos.

Embora seja um termo comum no ambiente industrial, o MRO pode ser um conceito mais amplo do que se pensa e, para fazer uma boa gestão, entendê-lo é fundamental.

Pensando nisso, separamos esse conteúdo para explicar mais sobre o que é MRO, trazer exemplos, mostrar as vantagens desse uma boa gestão de MRO e, claro, falar sobre os principais erros a se evitar nesse tipo de gerenciamento.

Acompanhe nosso conteúdo e boa leitura!

Entenda o que é MRO

MRO está relacionado a tudo aquilo que envolve o funcionamento correto das indústrias de forma indireta. No entanto, para entender melhor, é preciso compreender o conceito da sigla e seus desdobramentos.

O que é a sigla MRO?

O significado de MRO nada mais é que “Manutenção, Reparo e Operações”. Dessa forma, se enquadram neste termo qualquer peça ou ferramenta que não é matéria prima e que não faz parte do produto final, atendendo a uma dessas finalidades.

Esses itens variam de baixo valor agregado e grande volume a itens de alto valor e consumo específico. A seguir, vamos falar sobre os itens relativos a cada palavra da sigla.

O que é MRO: Manutenção

Todo item de manutenção diz respeito a aquele que é necessário para “manter” a fábrica em perfeita operação, ou seja, itens indispensáveis para que a produção se desenvolva.

Dessa forma, objetos de manutenção podem se referir tanto a materiais de limpeza, como a materiais elétricos e a ferramentas manuais.

O que é MRO: Reparos

O conceito de reparos vai incluir todos os objetos necessários para reparar algum maquinário. Considerando isso, os itens de reparo incluem soldas, parafusos e outras ferramentas.

Essa reparação vale tanto em casos de paradas programadas para manutenção preventiva como em paradas imediatas para manutenção corretiva.

O que é MRO: Operação

Por fim, os itens de operação estão associados a aqueles que permitem manter o funcionamento das operações industriais de forma eficiente, como é o caso de uniformes, ferramentas de corte e também equipamentos de segurança individual (EPI), por exemplo.

Os itens de operação podem ser considerados um dos mais importantes, visto que eles têm influência direta no nível de produção operacional.

MRO: entenda a importância

MRO importância empresa

Ao entender o que é MRO, fica mais fácil de entender também a relevância para a indústria. O MRO é importante, principalmente, pelo fato de estar presente em todas as áreas de uma indústria e, por sua vez, prezar pelo bom funcionamento operacional.

Sem esses itens de manutenção, reparos e operação, as atividades industriais podem ser comprometidas e, em outros casos, gerar prejuízos à própria empresa.

Além disso, a gestão de MRO também se faz importante para um conjunto amplo de pessoas e setores, podendo ser implantada em:

  • Gerenciamento de fábrica ou corporativo;
  • Gerência de armazém;
  • Engenharia industrial.

Nos setores de manufatura, as compras de MRO representam uma grande parte do total de aquisições feitas pela organização.

O que é MRO: exemplos de produtos e serviços englobados

Para entender bem o que é MRO, é importante compreender quais são os serviços e produtos englobados, na prática.

Como a lista é extensa e envolve tanto manutenção, reparo e operação, , a seguir, vamos trazer apenas alguns exemplos:

  • Peças de reposição;
  • Ferramentas de reparação;
  • Suprimentos de limpeza;
  • Equipamentos de segurança;
  • Comunicadores;
  • Iluminação e baterias;
  • Materiais elétricos;
  • Sistemas de computador
  • Rolamentos;
  • Condutores elétricos;
  • Terminações e emendas.

Benefícios de uma boa gestão de MRO

Se uma boa gestão de MRO é importante, ela também oferece inúmeros benefícios a uma empresa. Entre eles, podemos destacar:

  • Estoques ideais e otimizados;
  • Redução de gastos e despesas;
  • Maior produtividade da equipe técnica.

Estoques ideias e otimizados

Em primeiro lugar, é importante lembrar que as compras de MRO são regulares, afinal, se tratam de bens necessários para o funcionamento da empresa.

Dessa forma, ter um sistema de gestão organizado para rastrear os itens permite garantir estoques otimizados.  Com isso, será possível reduzir o tempo de inatividade e o processo de abastecimento será muito menos estressante e caótico.

Um bom sistema de gestão de estoque de peças, ainda, oferece um panorama geral de todo o inventário e  consegue minimizar os requisitos de espaço de armazenamento e o tempo necessário para separar as peças.

Redução de gastos e despesas

Em segundo lugar, uma boa gestão de MRO vai refletir também em um menor gasto para a própria empresa.

Isso acontece pois, com uma boa estratégia, a empresa consegue gerenciar peças reparáveis com mais eficiência e usar métodos de compra de menor custo-benefício.

Além disso, o gerenciamento de reparos de componentes reduz falhas do equipamento e os consequentes custos de substituição.

Maior produtividade da equipe técnica

benefícios do MRO empresa

Por fim, uma boa gestão de MRO, ao melhorar a organização dos itens de manutenção, reparo e operação, também melhora a produtividade da equipe técnica.

Com o  controle para acesso e atividades da despensa, além de funções e responsabilidades redefinidas, por exemplo, os membros da equipe otimizam seu tempo e direcionam melhor suas atividades.

A partir disso, os funcionários podem focar mais na operação da fábrica, realizando manutenção corretiva ou preditiva, o que vai garantir maior produtividade dele e também para a empresa.

Erros mais frequentes no gerenciamento de MRO

Por fim, para se ter uma boa gestão de MRO, é importante se atentar também quanto aos erros mais frequentes nesse processo. Entre eles, é comum problemas relacionados a cadastro de produtos, controle de estoque e planejamento de compras.

Cadastro de produtos

As compras de MRO são constantes e , por isso, envolvem milhares de itens, desde material de limpeza e parafusos até EPIs.

Considerando isso, ao fazer o cadastro desses itens com informações incompletas ou até mesmo duplicadas, é comum que isso provoque compras com gastos a mais ou quantidades que não estão de acordo com o que se precisa.

Controle de estoque

O segundo ponto de atenção diz respeito ao controle eficiente de estoque. Sem ele, pode acontecer três problemáticas:

  • Compra desnecessária de produtos já existentes;
  • Falta inesperada de produtos básicos;
  • Perda de produtos com prazo vencido.

Essas falhas podem, por sua vez, comprometer toda a cadeia de suprimentos dentro do funcionamento da empresa.

Planejamento de compras

Por fim, erros no planejamento de compras também podem dificultar a gestão de MRO. A falta de organização pode gerar a falta de produtos básicos, bem como o atraso de operações.

Todas essas falhas podem provocar maiores custos e despesas na empresa, principalmente quando é preciso fazer compras com urgência devido a imprevistos , pois não há tempo de fazer pesquisas para se garantir o melhor custo-benefício na hora a compra.

Conclusão

Nesse artigo a gente te mostrou o que é MRO, que está totalmente relacionada aos cuidados relacionados à cadeia de suprimento, e qual é a importância de fazer uma boa gestão de compras de materiais de manutenção, reparo e operação.

Com ela, é possível otimizar os estoques, reduzir gastos da empresa e, ainda, aumentar a produtividade da equipe técnica. Sem o gerenciamento eficiente de MRO, o funcionamento da sua empresa pode ser comprometido!

Postagens relacionadas